A emocionante Casa de Anne Frank

Apesar de tudo o que a Anne passou com sua família, a vibe do esconderijo não é ruim. Como Anne bem descreve em seu Diário, eles se consideravam pessoas de sorte, porque estavam vivos, unidos e tinham a esperança de um futuro melhor…

Se prepare para horas de fila, principalmente se você pretende visitar o a Casa de Anne em feriados ou alta temporada. Nós visitamos no início de janeiro e a fila durou aproximadamente 5h. Mas não desista, se você conhece a história dessa garota, vai se emocionar.

Anne Frank era uma garota judia, nascida na Alemanha, mas que morava em Amsterdã no período da Segunda Guerra Mundial. No seu 13º aniversário Anne ganhou de seu pai um diário. Naquele momento ela mal podia imaginar à proporção que suas anotações iriam ganhar! Nesse mesmo ano, com a expansão da Guerra e a “caça aos judeus”, seu pai prevendo os riscos de serem descobertos, preparou um esconderijo nos fundos de seu escritório. E no dia 9 de julho de 1942 eles se mudaram pra lá. Moraram no “Anexo Secreto” por 2 anos junto com outra família e mais um amigo, sendo um total de 8 pessoas. Durante esse período Anne retratou em seu diário todas as suas angustias de adolescente, relato do convívio entre as pessoas do Anexo e reflexões sobre a guerra, justiça e humanidade.

Eu (Drê) li “O Diário de Anne Frank” pela primeira vez, quando eu tinha a mesma idade de Anne, e foi muito marcante. Naquela época jamais imaginaria que um dia iria conhecer o lugar onde ela o escreveu. Recomendo que antes de visitar o museu você leia o livro ou assista o filme disponível online . Eu e o Kito assistimos um dia antes para refrescar a memória e foi ótimo!

“O Diário de Anne Frank” (movie)

O Diário de Anne Frank foi publicado pela primeira vez em 1947, pelos esforços de seu pai Otto Frank que foi o único sobrevivente daquele grupo confinado ao Anexo Secreto. O livro foi traduzido em 67 línguas e teve mais de 31 milhões de cópias vendidas.

O Instituo Anne Frank foi fundado em maio de 1957, também por iniciativa de Otto Frank, com o objetivo de salvar o edifício da demolição e torná-lo acessível ao publico.

Tanto o livro como o filme descrevem detalhes do Anexo que estão totalmente preservados. Recomendamos! Detalhe: não é permitido tirar fotos no local, por isso as fotos desse post são meramente ilustrativas e foram retiradas da internet, exceto a nossa com os nossos livros.

A entrada é 9,00€ (adultos) 4,50€ (de 10 a 17 anos) e free para crianças até 10 anos. Não tem desconto para estudantes.

O Museu está situado no Centro de Amsterdã na Prinsengracht 263-267. E fácil acesso! Da Estação Central você pode ir a pé (cerca de 20min) ou pegar uma espécie de trem urbano (13, 14 ou 17) ou os ônibus 170, 172 e 174 e desce na ‘Westermarkt’.

Se você se interessa por assuntos da Segunda Guerra Mundial leia nosso post “Sachsenhausen, campo de concentração nazista”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s