Uma “rapidinha” em Praga

Praga atualmente faz parte da lista de roteiros mais procurados da Europa, especialmente entre os brasileiros. A capital da República Checa é famosa por abrigar um dos mais antigos centros urbanos da Europa.

20141226_212635Estávamos no meio de um mochilão de 30 dias pela Europa, o nosso plano era visitar 14 países, e como nosso tempo já estava curto, tivemos que dar uma passadinha muito rápida por Praga. Hospedamo-nos no Hostel Plus Praga, que na nossa concepção foi o melhor da temporada. O hostel tem quartos enormes, muito bem divididos, mesmo para quartos de 8 camas como foi o nosso caso. Conta ainda com restaurante com ótimas opções de refeições e preços justos. O ambiente super agradável, com internet que funciona, banheiro nos quartos e ainda sauna e piscina. Pagamos 7,8€ por pessoa por noite. Indicamos!

Como só tínhamos um dia para explorar a cidade, começamos pelo centro velho. Fomos direto a Praça da cidade Velha. Situada entre a Praça Venceslau e a Ponte Charles, a Praça é rodeada por igrejas e prédios antigos de diferentes estilos arquitetônicos. Uma das suas atrações é o Orloj, um relógio astronômico.

Subimos pela estreita rua de paralelepípedos até a colina Hradcany, local onde está situado a Castelo de Praga e a Igreja de São Vito. Ao longo do percurso havia várias barraquinhas vendendo coisas diversas, como artesanato, itens de inverno, souvinirs… também músicos e outros artistas se apresentavam por ali. No topo da colina apreciamos a vista panorâmica da cidade, lindíssima e aproveitamos para nos aquecer experimentando o vinho quente que estava sendo vendido nas barraquinhas próximas a entrada do castelo. Cá pra nós, ainda sou mais ao vinho quente das quermesses brasileiras, mas isso é um pouco cultural. É muito difícil para nós brasileiros achar alguma outra comida melhor que a nossa…

Seguimos em direção ao castelo, na frente dos portões a Guarda Real fica a postos. É interessante assistir a “Troca da Guarda”, cerimônia que acontece diariamente às 12h no primeiro pátio. O Castelo foi construído no século IX e foi habitado pelos reis da Boêmia. Considerado como um dos maiores castelos do mundo ele é, atualmente, a residência presidencial. Via de regra, os quartos utilizados pelo Gabinete do Presidente da República Checa estão abertos à visitação somente no primeiro sábado após o dia 08 de maio. De qualquer forma, vale a pena visitar todo o complexo que compreende o castelo. Incluindo a Catedral de São Vito. Famosa por ser a maior igreja da República Checa, a catedral impressiona por sua arquitetura em estilo gótico. As visitas ao complexo Castelo de Praga variam no preço conforme as atrações que você deseja visitar. Acesse ao site oficial para maiores informações e compras online: Castelo de Praga

Descemos a colina e seguimos em direção a Ponte de Carlos, que é outro cartão postal da cidade de Praga. Construída em 1357, por ordem do rei Carlos IV, ela era o único meio de atravessar o rio Moldava. A ponte possui e torres, sendo que a mais impressionante está localizada no seu extremo do lado da Cidade Velha. Ao longo da ponte há 30 estátuas dispostas em ambos os lados. Caminhamos pela ponte apreciando sua bela arquitetura e todas as formas de artes expostas sobre ela. Ali havia músicos, artistas plásticos com seus quadros e outros artesanatos, desenhistas fazendo caricatura de famosos e dos turistas na hora, atores… Em Praga foi onde sentimos a melhor vibe, embora todos os lugares sejam bem bacanas e lindíssimos. A imagem do rio Moldava vista de cima da ponte também é inesquecível!

Para finalizar nosso roteiro fomos visitar a Casa Dançante, ou Ginger e Fred (nome de dois dançarinos). Projetada pelos arquitetos Frank Gehry e Vlada Milunič, a casa foi construída entre os anos de 1994 e 1996. A idéia inicial é que a casa se tornasse um centro cultural, porém isso jamais se concretizou. A casa funciona como um prédio comercial. É possível subir ao terraço no qual se encontra um restaurante francês. O edifício se destaca pela sua arquitetura nada convencional e tornou-se um marco em Praga. Está situada na esquina de continuação da ponte Jiráskův most.

Seguimos para nosso próximo destino, Zakopane

Até mais,

Anúncios

5 Respostas para “Uma “rapidinha” em Praga

  1. Pingback: #partiumochilar (30 dias, 14 países) |·

  2. Olá, adorei o conteúdo do site 🙂 estou anotando várias dicas! Gostaria de saber como vcs fazem para conseguir esses preços nos hostels haha.. quero ir pra Praga e o preço do Hostel Plus que vcs indicaram está pelo menos o dobro, independente da época (acho que estou fazendo alguma coisa errada). Se puderem me dar alguma sugestão eu agradeceria muito.
    E parabéns pelo site! tá muito massa

    Curtir

    • Olá Gabriela, acredito que agora como está verão os preços devem ter subido. de qualquer forma, nós sempre planejamos e reservamos com bastante antecedência tanto os hostels como as passagens aéreas. Também pesquisamos os preços no hostelworld ou no booking.com. E filtramos a pesquisa por preço. Só isso mesmo. é importante dar uma olhada na localização e nos comentários de outros viajantes para que você não embarque numa “furada”. Bom, boa sorte e se pudermos ajudar em mais alguma coisa… Entre em contato! Abs

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s